Jerusalém Terra Santa, dicas de uma viagem inesquecível para Israel

Costa Brasilis Resort Santo André – Belezas naturais, conforto e qualidade ao lado de Porto Seguro.
11/11/2016

Jerusalém Terra Santa, dicas de uma viagem inesquecível para Israel

Dicas de uma viagem inesquecível para Israel

Saiba sobre o clima, as questões de segurança, transporte, acomodações e muitas outras dicas, neste artigo.

Este pequeno país é um dos destinos mais interessantes e variadas do mundo. Antes de embarcar você vai querer saber todas as dicas úteis e lembretes, especialmente se você é um viajante de primeira viagem a Israel e ao Oriente Médio. Aqui está um resumo das exigências de visto, dicas de viagem e de segurança.

israel-jerusalem-viagem

Você precisa de um visto para Israel?

Verifique se o seu passaporte está em ordem e que estará válido por, ao menos, 6 (seis meses) após a data de partida.

1-Documentos necessários para tirar o passaporte

• Carteira de Identidade (RG);
• Certidão de Nascimento ou Casamento, quando o R.G. estiver em mau estado de conservação ou no caso da Esposa ser separada ou divorciada;
• CPF (Cadastro Nacional de Pessoas Físicas);
• Título de Eleitor com os dois últimos comprovantes de votação. Caso tenha justificado ou não tenha realizado o seu voto, solicitar junto ao Cartório Eleitoral a certidão de quitação;
• Certificado de Reservista – para homens com até 45 anos de idade;
• 2 fotos 5×7 com data no modelo DD/MM/AAAA (ex: 01/01/2008) e fundo branco, onde apareça 80% do rosto;
• Passaporte anterior (se tiver);
• Boletim de ocorrência, caso o passaporte tenha sido roubado;
• Formulário e procuração preenchidos e assinados.
Para mais informações sobre passaporte acesse o Site da Polícia Federal.

2. Onde tirar passaporte?

Para que consiga adquirir um passaporte você deve ir até uma unidade ou ao posto do Departamento de Polícia Federal da sua cidade contendo em mãos a documentação original exigida.
Para saber qual é o posto da Polícia Federal mais próximo de você acesse este site.

3. Eu preciso de visto?

Viajando para Israel, Grécia e países europeus você não necessita de visto caso tenha passaporte brasileiro. Para Jordânia, Turquia e Egito, será preciso providenciar. Nestes casos os vistos poderão ser tirados na chegada no país, enquanto estiver passando pela imigração. Segue relação de documentos necessários:

– Passaporte (Validade Mínima 06 meses)
– Certificado Internacional de Vacina Contra Febre Amarela (tomar a vacina nos postos de saúde e levar a carteirinha para postos da ANVISA da sua cidade para pegar o certificado com validade internacional)
– U$ 15,00 a ser pago na entrada do país no Egito, U$ 20,00 na Turquia e U$ 30,00 na Jordânia.

Maiores informações: Embaixada do Egito / Embaixada da JordâniaEmbaixada da Turquia

Quando ir para Israel

Quando é a melhor época para visitar Israel? Para os visitantes que fazem a viagem principalmente para o interesse religioso, praticamente qualquer época do ano é um bom momento para visitar o país. A maioria dos visitantes vai querer levar duas coisas em consideração ao planejar sua visita: o clima e feriados. Geralmente de abril a outubro, pode ser muito quente, com condições de umidade ao longo da costa, enquanto o inverno (novembro a março) traz temperaturas mais frias, mas também a possibilidade de os dias chuvosos.

Shabbat e sábado de viagem

Na religião judaica Shabat, ou sábado, é o dia sagrado da semana, porque Israel é um Estado judeu. Todos os orgãos públicos e a maioria das empresas estão fechadas no Shabat, que começa sexta-feira e termina no sábado à noite.

Em Tel Aviv, a maioria dos restaurantes permanecem abertos, trens e ônibus praticamente em todos os lugares não são executados – ou se o fazem, é em um horário muito restrito. Isso pode complicar os planos para passeios de um dia, no sábado, a menos que você tem um carro. (Observe também que El Al, companhia aérea nacional de Israel, não opera voos aos sábados). Por outro lado, o domingo é o início da semana de trabalho em Israel.

Manter Kosher 

Enquanto a maioria dos grandes hotéis em Israel servem comida kosher, não há nenhuma lei obrigatória e maioria dos restaurantes em cidades como Tel Aviv não são kosher. Dito isto, restaurantes kosher, que exibem um certificado de kashrut concedido a eles pelo rabinato local, são geralmente fáceis de encontrar.

É seguro visitar Israel?

seguranca-em-israelExistem tratados de paz formais com com alguns países da região e o país que esta aberto ao turismo mundial, recebendo pessoas de várias países do mundo, independente da suas crenças e religiões.

Lugares para visitar em Israel

Você já sabe os lugares que irá visitar em Israel? Aqui está uma visão geral dos locais sagrados e atrações seculares, ideias de férias e muito mais para ajudá-lo a refinar o seu foco para a sua viagem a Israel.

Razões para visitar Israel

As atrações turísticas de Israel são variadas. Este é um país relativamente novo – celebra 68 anos de independência, em 2016. Único estado judeu e democrático do mundo é o lar de locais sagrados para o judaísmo, o cristianismo e o islamismo.

israel-jerusalem-viagem-vista-1Israel é um país conhecido mundialmente pelo turismo religioso. Além dos museus e igrejas, ruínas milenares e a emoção de andar por onde Jesus andou, o país é repleto de belezas naturais, localizado entre os mares Mediterrâneo e o Morto. O clima quente de maio a outubro atrai muitos turistas de lazer, que vão à procura das praias de Tel Aviv, ou às margens do Mar Morto e o mar da Galileia, além das grandes cidades como Jerusalém, Tiberíades e Haífa. Essas cidades encantam porque se dividem entre as construções históricas e a modernidade dos shopping, bares, restaurantes, hotéis, spas e casas noturnas.

1. É uma experiência religiosa (literalmente)
Jerusalém é o lar de grandes locais de importância e de peregrinação religiosa, incluindo o Monte do Templo, Muro das Lamentações, a Igreja do Santo Sepulcro, Cúpula da Rocha e a Mesquita de al-Aqsa. Mas, independentemente dos próprios pontos de vista religiosos e as conexões muitos sentem ao visitar a Terra Santa, a energia espiritual primordial de Jerusalém é algo único para que todos possam experimentar. O memorial do Holocausto Yad Vashem é uma parada essencial para qualquer visitante. Safed é o berço do misticismo judaico, e você pode refazer os passos de Cristo ao longo das margens do Mar da Galiléia.

2. Maravilhas Naturais de Israel
Ppara muitos, a costa do Mediterrâneo é em si uma maravilha, com muitas praias intocadas, apesar de sua proximidade com as cidades. Mas longe da costa, a diversidade do país verdadeiramente surpreende: no sul, há o imenso vazio coberto de cratera do deserto de Negev, enquanto a leste, o Mar Morto acena com o corpo mais salgado da água da Terra e, em 1388 pés abaixo do nível do mar, a elevação mais baixa na superfície do planeta. No norte, onde a região da Galiléia surpreende com suas colinas verdes e vales que (no inverno) são uma importante encruzilhada para as aves migratórias – e formam o coração da conhecida região vinícola israelense.

3. Cidade de Tel Aviv
Enquanto muitas pessoas associam Jerusalém mais estreitamente com Israel, Tel Aviv é para os israelense a principal cidade, lá se destaca: a culinária, cultural e vida noturna local. É também uma cidade de praias o que significa que há uma mistura única de sofisticação e relaxamento aqui.

4. Grande Deserto de Negev
Negev de Israel é um espetáculo visual. E opções de turismo eco-turismo e aventura, desde caminhadas e passeios de bicicleta ao longo de trilhas do deserto ou para viagens de todo o terreno de jipe, passeios de camelo e mais. Há também uma grande variedade de cabines de hóspedes modernos e pousadas, bem como spas exclusivos, para relaxar depois de um dia de exploração do deserto.

5. Eventos e Festas em Israel

Israel tem uma série de eventos culturais e festivais incomparável na região. Há sempre algo acontecendo e algo para todos os gostos. Aqui estão alguns destaques:

  • A Voz do Festival de Música na Galiléia (verão)
  • Klezmer Festival Internacional de Safed (verão)
  • Maratona Anual de Tiberíades (inverno)
  • Acco Festival de Teatro Alternativo israelense (Setembro)
  • Olive Festival (Galiléia)
  • Masada Festival de Ópera
  • Tour de Mar Morto (corrida de bicicleta)
  • Eilat Chamber Music Festival
  • Haifa International Film Festival
  • Jerusalem International Film Festival

6. Surpreendentes sítios arqueológicos de Israel

Com um passado cultural que remonta a antes mesmo de tempos bíblicos, Israel tem uma rica variedade de locais antigos que são fáceis de explorar. Um dos mais famosos é Masada, a fortaleza montanhosa à beira do deserto da Judéia, onde os judeus tentaram afastar os antigos romanos. Há ruínas romanas em deslumbrantes Cesaréia (alguns dos quais podem ser visto em uma excursão subaquática), muralhas Crusader em Akko, o Muro das Lamentações em Jerusalém antiga, Poço de Santa Maria, em Nazaré, e muito mais – e novas descobertas estão sendo feito o tempo todo.

Top 6 (Seis) lugares sagrados em Jerusalém

A Cidade Santa de Jerusalém é talvez o mais importante, e quase certamente a cidade religiosa mais conhecida na Terra. Em nenhum outro lugar do mundo você pode encontrar uma tal concentração de lugares sagrados para não apenas uma, mas três grandes religiões do mundo: cristianismo, judaísmo e islamismo. Esta cidade compacta antiga, cercada por um muro de 465 anos de idade.

1. Igreja do Santo Sepulcro

igreja-santo-sepulcro-jerusalemPor tradição este, o lugar mais sagrado para os cristãos católicos e ortodoxos. Marca o local da crucificação, sepultamento e ressurreição de Jesus. Foi concluída em (335 AD) antes de Cristo, sua basílica foi construída sobre as fundações de um antigo templo romano de Vênus (Afrodite). O sepulcro real está dentro da edicule, uma capela de dois quartos por baixo igreja. Há momentos de oração separados para as várias denominações.

Obs : Espera-se em longas filas para conseguir entrada para o edicule.

2. Monte do Templo / Domo da Rocha

O Monte do Templo é uma plataforma elevada grande, antiga, na Cidade Velha de Jerusalém com um multifacetado (e às vezes controversa) significado religioso. Historicamente, o que levou a sua forma a partir da construção do primeiro e segundo Templos judaicos.No seu centro, hoje, é o Domo da Rocha, um santuário islâmico ornamentado construído em 691 e terceiro local mais sagrado do Islã, uma vez que marca o local de oferta de Abraão se seu filho Ismael e a ascensão ao céu do profeta Maomé.

Abrange também a pedra fundamental, em si considerado o local mais sagrado do judaísmo. A Cúpula da Rocha é adjacente à Mesquita Al-Aqsa, também parte do Monte do Templo.

Lembre-se : O Monte do Templo não é apenas bonito, mas também pode ser um lugar de alta tensão, uma vez que tem sido um ponto de inflamação no conflito Israel – Palestina. O acesso é muito restrito e, independentemente da sua origem religiosa, os visitantes devem esperar os controles de segurança apertados.

3. O Muro das Lamentações

jerusalem-muro-das-lamentacoes

O Muro Ocidental, também conhecido como o Muro das Lamentações, é um dos locais mais sagrados do judaísmo e faz parte do flanco ocidental do local sagrado do Monte do Templo. A parede é o remanescente do Segundo Templo de Jerusalém, que os romanos destruíram em 70 dC. Segundo a tradição judaica, apesar da destruição do templo, a presença divina nunca saiu. Enquanto o muro permanece como um registro arqueológico impressionante do tempo do rei Herodes, o silêncio que envolve a praça em frente ao muro quando os judeus aproxima da base da parede para orar também é cativante.

Judeus vêm de todo o mundo para colocar notas de oração nas fendas do muro.

Lembre-se : O Muro das Lamentações é um local sagrado e os visitantes são esperados para vestir um kipá (pequeno solidéu judaico) antes de se aproximar da parede. Além disso, há uma área separada da parede de visitantes do sexo feminino.

4. Monte Sião

Sião de Jerusalém  um portão liga a Cidade Velha ao Monte Sião, a oeste do monte das Oliveiras, e um lugar que mantém lugares sagrados para cristãos e judeus. O Túmulo do Rei David está localizada aqui no Monte Sião, e também a  Sala da Última Ceia, uma estrutura romanesca Crusader também chamado de O Cenáculo.

Lembre-se : Ao visitar túmulo do rei David, você será solicitado a desligar seus celulares. E se, apesar da advertência você manter ele ligado, as chances são boas que você vai perder o sinal quando você se aproxima do túmulo. Não há explicação lógica.

5. Via Dolorosa

A Via Dolorosa é o caminho que Jesus percorreu, do lugar da sentença de Pôncio Pilatos até o Gólgota (o local da crucificação), e é o atalho cristão mais sagrado do mundo. Das 14 estações, que os cristãos foram a pé por mais de mil anos, o mais famoso é o pretório, onde Jesus levou a cruz, e a Igreja do Santo Sepulcro.

Lembre-se : Se você estiver andando pela Via Dolorosa a qualquer momento entre abril e outubro, você pode esperar que ele seja quente, então não se esqueça de usar um chapéu para protegê-lo do sol, e manter-se hidratado.

6. Monte das Oliveiras

monte-das-oliveiras-jerusalemO Monte das Oliveiras, assim chamado porque as oliveiras crescia em abundância lá, sobe algumas 2.683 pés acima de Jerusalém Oriental. Talvez o mais amplamente conhecido como local de um cemitério judeu em uso há mais de 3.000 anos, é o lar de importantes locais para o cristianismo e o islamismo também. Túmulo de Maria, a Igreja de Maria Madalena, o túmulo de Zacarias, e no Jardim do Getsêmani estão localizados aqui.

Dinheiro – Moeda

A moeda em Israel é o Novo shekel israelense (NIS). 1 shekel = 100 Agorot (singular: ágora) e notas de banco estão nas denominações de NIS 200, 100, 50 e 20 shekels. As moedas estão nas denominações de 10 siclos, 5 siclos, 2 shekels, 1 shekel, 50 e 10 agorot.

As formas mais comuns de pagamento são em dinheiro e cartão de crédito. Há caixas eletrônicos em todo nas cidades (Bank Leumi e Banco Hapoalim sendo o mais prevalente) e alguns até mesmo tem opção de distribuição de dinheiro em dólares e euros.

 Falando em hebraico

A maioria dos israelenses falam Inglês, então você provavelmente não terá qualquer dificuldade em se locomover. Dito isso, conhecer um pouco de hebraico pode definitivamente ser útil. Aqui estão algumas frases em hebraico que podem ser úteis para qualquer viajante.

Palavras e frases básicas em hebraico (traduzida para português)

Israel: Yisrael
Olá: Shalom 
Good: tov 
Sim: ken 
Não: eis 
Por favor: bevakasha
Obrigado: toda
Muito obrigado: toda raba
Fina: beseder 
OK: sababa
Desculpe-me: slicha
Que horas são? ma hasha’ah?
Preciso de ajuda: ani tzarich Esdras (m.)
Preciso de ajuda: ani tzricha Esdras (f.)
Bom dia: Boker tov
Boa noite: Layla tov 
Bom sábado: shabat shalom
Boa sorte / parabéns: Mazel Tov
Meu nome é: kor ‘ im li
Qual é a pressa: ma halachatz
Bom Apetite: betay’avon!

Melhores hotéis Boutique de Tel Aviv:

Hotéis em Tel Aviv estão experimentando um renascimento. Finalmente há uma série de alternativas de hospedagens. As taxas variam amplamente dependendo da temporada, mas, como em outros lugares em Israel, eles sempre incluem café da manhã.

1. Hotel Montefiore

O hotel boutique mais conhecido e sem dúvida melhor em Tel Aviv um edifício remodelado em 1922 no coração do bairro de arquitetura Bauhaus. Os 12 quartos estão luxuosamente decorados e apresentam pisos de madeira, tetos altos e janelas altas; banheiros são abastecidos com comodidades por Olia, uma empresa baseada em Tel Aviv conhecida por seus produtos de óleo de oliva de alta qualidade. Restaurante francês-vietnamita do hotel ocupa a maior parte do lobby, e é permanentemente um dos mais populares na cidade.  

2. Hotel Diaghilev

O edifício Bauhaus, agora completamente renovado, foi construído em 1934 pelos arquitetos José & Ze´ev Berlin e serviu como a primeira casa de impressão do o jornal israelense Haaretz em 1994. É quase como ter uma pequena equipe de porteiros para acompanha-lo ao longo de um dos 54 quartos e suítes que se parecem mais como apartamentos mobiliados que quartos de hotel.

Arte e fotografia israelenses nos corredores e paredes, variando pelo chão, e galeria. Peça um quarto com uma das varandas da Bauhaus tipicamente arredondados.  

3. Art + Hotel

Colecionador de arte israelense Doron Sebbag é o proprietário deste hotel em Tel Aviv. As coisas são muito mais variado no buffet. 

4. Neve Tzedek Hotel

A localização é no coração de Neve Tsedek, que foi o primeiro bairro se estabeleceu em Tel Aviv e hoje é um dos mais bonitos. As suítes aqui são amplos, arejados e luminosos, com sofás confortáveis . 

5. The Carlton Hotel

Hotel boutique (270 quartos). Os quartos embalam todas as conveniências modernas, com varanda virada para o mar.

6. Hotel Savoy

Há algo extremamente atraente e implacavelmente alegre sobre este pequeno hotel, totalmente renovado. Este é um exemplo perfeito de hotel de médio porte que oferece conforto contemporâneo simples longe da cidade urbana e praticamente em frente a praia.

7. Cinema Hotel

O hotel Cinema que tinha acabado de completar um processo de renovação completa está situado a uma curta distância a pé da praia de Tel Aviv, em um edifício original estilo Bauhaus , uma das primeiras salas de cinema, no coração de Tel Aviv, design exclusivo, complementado por alguns dos projetores originais e cartazes de filmes, preserva o legado do edifício. Filmes clássicos são exibidos no lobby do hotel . Tudo para aumentar a atmosfera nostálgica e única.

Todos os quartos 82 do hotel possuem TV a cabo com vários canais, máquina de café / chá, frigorífico, cofre, acesso Wi-Fi gratuito. O Cinema Hotel dispõe de um bonito terraço panorâmico com vista para a Praça Dizengoff, um salão de negócios servindo tarde e noite refrescos e lanches de cortesia, o uso de um ginásio próximo por um preço moderado.

O Mar Morto

A 1.360 pés abaixo do nível do mar, o Mar Morto é o ponto mais baixo da terra. Sua água é cerca de dez vezes mais salgado do que o oceano. A concentração de sal no Mar Morto é de 33,7%, enquanto que a do Mar Mediterrâneo oscila entre 3,5% e 3,9%. Isto dá a flutuabilidade da água e, independentemente do seu peso, faz com que seja possível a flutuar sobre a superfície. As águas ricas em minerais também pode ser um santo remédio para aqueles com problemas de pele e outras doenças.

A maioria dos hotéis do Mar Morto estão agrupados, em direção ao extremo sul da costa do Mar.

Os “jardins suspensos de Haifa” fã ao longo de uma ampla escadaria de 19 terraços que se estendem pela encosta norte do majestoso Monte Carmelo, em Haifa. O terraço central abriga o Santuário de cúpula de ouro do Bab, uma figura central da fé Baha’i. Estes magníficos jardins estão na Lista do Património Mundial da UNESCO. Haifa, menos de 60 quilômetros ao norte de Tel Aviv, é o principal porto de Israel e conhecido como o lar dos melhores restaurantes hummus em Israel.

As Praias

Algumas das melhores praias de Israel está localizado no extremo norte de Tel Aviv. Praia de Tel Baruch está a caminho de Herzliya. Para encontrar a praia, você pode caminhar ou andar de bicicleta ao norte da área comercial de Tel Aviv.

Hatzuk Beach é a praia mais ao norte de Tel Aviv, logo antes de Herzliya. Há uma taxa de admissão de 12 NIS (US $ 3,50) para não-residentes.

Athlit Beach está perto de Haifa. A fortaleza dos cruzados é, infelizmente, fora dos limites para o público, mas fornece um contexto atmosférico para a areia dourada doce.

Boa viagem e “shalom” (paz).

Myway Viagens
Myway Viagens
A Myway Viagens é uma agência apaixonada por descobertas. Aliando qualidade, profissionalismo e roteiros diferenciados, oferecemos produtos que respeitem o estilo de viajar de cada um. Com a consultoria especializada da Myway agregada ao desejo e expectativas individuais dos clientes, é possível realizar uma viagem personalizada e inesquecível.

1 Comentário

  1. Obrigado pelo artigo, me ajudou muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

x Close

Olá! Curta nossa página!