Porto de Galinhas – Uma das melhores Praias do Litoral Brasileiro

Porto de Galinhas – Recife – PE

Situada no Litoral Sul de Pernambuco em Ipojuca, a 60 quilômetros de Recife é o destino ideal para quem busca um programa diferenciado. Quando os turistas chegam ao balneário, se encantam com a bela paisagem paradisíaca – que abriga vegetação tropical, bancos de areia e águas cristalinas. Com o sol do verão, é fácil pegar um bronzeado dourado à beira-mar.

porto-de-galinhas

Veja o que Porto de Galinhas tem para lhe oferecer:

* Ótima localização e infra-estrutura que inclui bares, restaurantes, hotéis, pousadas, entre outros;
* Piscinas naturais com peixinhos coloridos;
* Águas mornas e claras;
* Perfeita para banhistas e crianças;
* Passeios de jangada pelos mangues;
* Passeios de bugue.

Excelentes restaurantes

porto-de-galinhas-restaurantes

Batata, arroz e camarão, prato servido no Beijupirá, melhor restaurante de Porto de Galinhas, segundo o Guia Quatro Rodas

Todos os anos, pelo menos 800 mil turistas (parte deles a bordo de ônibus de excursões) desembarcam em Porto de Galinhas em busca da boa rede hoteleira (com confortáveis Resorts e também charmosas pousadinhas), da gastronomia nordestina e dos passeios de bugue e jangada. Para alegria de quem curte ir às compras, uma dica: as ruazinhas de terra do vilarejo escondem lojas descoladas, ateliês e grifes modernas. Tudo a preços mais convidativos que em outras concorrentes do Nordeste.

Pontal de Maracaípe, de onde saem os passeios de jangada pelo Rio Maracaípe, uma das atrações de Porto de Galinhas

Sugestões de Roteiro

porto-de-galinhas-22 dias – é o suficiente para fazer o tão falado passeio de jangadas às piscinas naturais, jantar no estrelado Beijupirá e ainda conhecer as principais praias durante um passeio de bugue, no trajeto conhecido como “ponta a ponta”, que vai de Muro Alto até o Ponta de Maracaípe. Lá, faça o passeio para ver os cavalos-marinhos e prove o caranguejo fresquinho do Estrela do Mar.

4 dias – Não deixe de visitar a belíssima Praia de Carneiros, em Tamandaré. Se o objetivo for passar o dia lá, opte por ir de bugue, assim você fica o tempo que quiser. Caso o objetivo seja conhecer mais lugares, faça o passeio de catamarã, com parada na Ilha de Santo Aleixo e almoço no manguezal. Aproveite o tempo livre para descansar na Praia de Muro Alto, uma das melhores de Porto de Galinhas. No caminho, experimente a galinha ao molho pardo preparada no Cabidela da Natália.

7 dias – com uma semana você tem tempo de sobra para aproveitar bem a viagem. Faça o mergulho com cilindro nas piscinas naturais. Existem também passeios de bugue mais longos, como o que vai à Praia de Calhetas, em Cabo de Santo Agostinho. Você ainda pode conhecer o Centro Histórico de Olinda ou as principais atrações de Recife, como o Recife Antigo, os museus Brennand e a Capela Dourada.

Quando Ir

Faz calor o ano todo em Porto de Galinhas. De novembro a fevereiro, o fluxo de turistas é mais intenso e os hotéis ficam mais caros. Entre agosto e outubro, os preços são mais acessíveis e o movimento é menor. De março a agosto costuma chover muito.

Vida Noturna

A noite rola centrinho da vila. O eclético Birosca da Cachaça promove um animado bailão às segundas-feiras, a partir das 21 horas, com professores de dança de salão que ensinam a gafieira, bolero e salsa. Também às segundas, o Traga Luz tem apresentação de danças regionais. O Lua Morena ferve com bandas de forró às quintas e aos sábados.

Compras

O centrinho possui uma série de lojinhas que traz das indefectíveis camisetas de turista a comidas típicas pernabucanas, incluindo doces e cachaças. Para sair da mesmice, tente o Carcará Artes Plásticas e o Dèja Vu Bijuterias. Passe também no Gatos de Rua, na Galeria Paraoby, que nasceu como projeto social e hoje  traz objetos de decoração descolados, como luminárias, mesas e bancos.

Preservação

A vida marinha nas piscinas naturais vem diminuindo ao longo dos anos. Hoje, são visíveis por lá apenas duas espécies de peixes e alguns crustáceos. Para colaborar na preservação, evite mergulhar ou pisar nas áreas restritas, indicadas pelos fiscais. Em contrapartida, o número de cavalos-marinhos, símbolo do Pontal de Maracaípe, aumentou nos últimos tempos graças a criações em cativeiro no Projeto Hippocampus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *